quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Hi, loser.


Tá chegando o dia. O melhor dia. Aquele que a gente circula no calendário. O dia que eu me libertei. O dia que eu finalmente te deixei pra trás.

E te deixei pra trás com um suspiro de alívio. Com satisfação estampada na cara. Eu te deixei! Eu te deixei! Eu finalmente posso ser apenas por ser, posso dizer o que quiser, posso gritar, posso surtar. Finalmente eu posso ser eu! Porque eu sou o que sou sem explicações, e inventá-las pra você estava ficando demais pra mim.

Eu já não fico imaginando como poderia ser, já não me pego mais relembrando o que éramos. Ficou pra trás teu fantasma, junto com todas as expectativas e promessas falhas. Ficou você com suas máscaras e pose de machão. Ficou pra trás também a garota boba que acreditava em você. Que um dia acreditou que era você.

Tá chegando o dia de comemorar o meu futuro sem você. Porque chorar o passado já ficou ultrapassado. Porque chorar por qualquer motivo relacionado a você tornou-se ridículo. Celebrar! Celebrar! Comemorar meus dias livres, leves, soltos, meus dias comigo, meus dias com os outros. Porque até os outros – aqueles que nunca ficam muito tempo -, até eles são mais libertadores do que você algum dia foi.

E eu não me importo em desperdiçar meu tempo com outros. Tantos outros. Porque ter desperdiçado meu tempo, tanto tempo, com você foi muito pior. Foi sufocador. E eu não me importo de experimentar bocas, desde que elas não me lembrem a sua. E elas nunca lembram. E eu continuo experimentando. E eu sigo meu caminho bem longe do seu. Sem conversas amigáveis, sem sorrisos forçados, sem falsidades. Totalmente sem você.

E tá chegando o dia de circular no calendário o nosso término. E eu sempre circulo feliz. Acabou! Foi nesse dia que acabou. Posso parecer louca, mas eu sempre comemoro. Acabou bem ali, naquele dia, toda a dor que eu mesmo me infligia em insistir que minha vida seria com você. Mas eu vejo agora que minha vida será muito melhor assim. Sem dor. Sem angústia. Só esse sentimento de liberdade. Liberdade de você.

2 comentários:

Luh disse...

que lindo gatammmmmmmmmmmmmm

orgulhinho!

MaH disse...

Que texto profundo gatam!
AMEI!

beeeeijos!
;*