quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

No 5º mês

As últimas três semanas foram de altas emoções. Bebel já vivendo aventuras na barriga da mãe. Semana passada eu peguei uma gripe forte, e da gripe veio a bronquite que me rendeu uma crise asmática nessa última segunda-feira. Acordei e não conseguia respirar, mesma coisa que já me aconteceu esse ano, em julho.

Mas vamos pelo começo. Já na sexta entrei em contato com minha GO, porque fiquei preocupada com a possibilidade da gripe piorar e eu não poder tomar medicação. A doutora me indicou um spray nasal fraquinho, nada de sorine. E dipirona. Tomei o remédio no final de semana com a maior culpa do mundo. Embora ela tenha dito que não iria afetar a Bebel, fiquei meio sentida de ter que engolir medicamento. Maaaas, melhor tomar do que piorar e eu precisar de algo mais forte ainda, não?

Bem, até aí tudo okay. Até começar a sentir falta de ar no domingo. Foda. Pra dormir? Mais foda ainda. Segunda-feira: eu sem ar. Lá fui eu pro pronto socorro fazer nebulização e tomar agulhada. O obstetra de plantão no hospital recomendou que eu passasse o dia repousando e ligasse pra minha GO. Não sem antes escutar o coraçãozinho da minha filha pra me tranqüilizar hehehehe

É forte minha guria, eu lá atirada na maca e ela dando cambalhota dentro de mim. Ainda bem =)

Liguei pra doutora quando cheguei em casa, e no mesmo dia ela me atendeu. Depois de um exame rápido na Bebel, ela foi bem direta: preciso e precisarei durante toda a gestação do acompanhamento de um pneumologista. De agora em diante, devo me considerar uma gestante asmática, o que pode reduzir minhas chances de ter um parto normal.

Fiquei bem chateada com essa informação =/ A médica disse que preciso me tratar, ou não terei capacidade respiratória pra aguentar um parto, podendo ter uma crise no meio. Imagina, que horror! O_O Maaaas, de novo, vamos com calma. Na terça mesmo consegui ser atendida por uma pneumologista – que foi super atenciosa comigo, aliás – e já estou me cuidando. Vamos enfrentar essa e quem sabe, eu terei condições daqui uns meses de ter minha filhinha de parto normal.

No momento, descanso em casa, pois a pneumologista me recomendou repouso o resto da semana. Além disso, comecei a usar bombinha três vezes ao dia, e a tomar dois remédios diferentes pros meus pulmões, um duas vezes ao dia, o outro de 6h em 6h. Mais o spray nasal fraquinho pra gripe que ainda persiste. Mais o ferro e ácido fólico que tomo duas vezes ao dia. Farmácia ambulante SOU EU. HEAHAHAE

Só rindo, viu? Preciso ajustar os horários dos diversos remédios no meu celular senão me perco nas contas. Em janeiro faço uma espirometria, ou teste do sopro, pra ver minha capacidade respiratória.

Quanta coisa, não? E não contei tudo. Não contei a melhor parte destas últimas semanas. ENCONTREI CEREJA MANOLOO!!!! EAHIUEHAIHAEHAIHEIAHIAUHIAUH Imagine a pessoa mais feliz do mundo: eu, quando encontrei cereja no supermercado. É época, coisa linda! Nem preciso dizer que Bebel não terá cara de cereja porque eu já devo ter comido 1kg da fruta, né? Pois é.

Amanhã vou pra Pelotinhas (colo de mãe, sabe como é). Tenho formatura da sobrinha linda e amigo secreto com as melhores amigas do universo. Só isso já vai dar uma boa melhorada na minha saúde, certeza.

Nenhum comentário: